Quem sou eu

MENSAGEM

LEMBRE-SE: SUA CAPACIDADE É ILIMITADA.
A.R.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

A TERCEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Na década de 1970, a crise do petróleo fez com que emergisse para o mundo algo que já vinha sendo gerado no decorrer do século XX, a 3ª Revolução Industrial, também chamada de Revolução tecnocientífica informacional.

Esta por sua vez correspondia aos avanços tecnológicos em especial da informação e dos transportes, representado por invenções como por exemplo Internet, e os aviões supersônicos. Os avanços nesses setores tornaram o mundo menor, encurtaram as distâncias e em alguns casos aniquilaram o espaço em relação ao tempo, como o que vemos com a telefonia, dentre tantos outros exemplos.

Tudo isso gerou e tem gerado transformações colossais no espaço geográfico mundial, as indústrias buscam a inovação, investem em novas tecnologias, em especial naquelas que poupem mão de obra como a robótica, o desemprego estrutural se expande. Antigas regiões industriais entram em decadência com o processo de desconcentração industrial, surgem novas regiões industriais. Surge a fábrica global, que se constitui na estratégia utilizada pelas grandes empresas internacionais de produzir se utilizando das vantagens comparativas que oferecem os variados países do mundo. A terceirização, também torna-se algo comum, como o que ocorre com empresas de calçados como a NIKE, que não tem um único operário em linhas de produção, pois não produz apenas compra de empresas menores.

Fruto também da revolução tecnocientífica informacional, surgem os chamados Técnopolos, locais, que podem ser cidades ou até mesmo bairros onde se instalam empresas de alta tecnologia como uma Microsoft, em geral associadas a instituições de pesquisa como universidades. É o caso do Vale do Silício nos EUA, Tsukuba no Japão, e cidades como Campinas e São Carlos no Brasil.



AS MULTINACIONAIS OU TRANSNACIONAIS

A partir do final do século XlX, começam a surgir os primeiros trustes (modalidade de concentração e centralização do capital), os quais dão origem a empresas multinacionais, que correspondem aquelas que se expandem para além das fronteiras onde surgiram, algumas tornando-se verdadeiras empresas globais, como é o caso da Coca-cola.

A grande arrancada das multinacionais em direção dos países subdesenvolvidos se deu a partir do pós 2ª Guerra mundial, quando várias empresas dos EUA, Europa e Japão, passaram a se aproveitar das vantagens locacionais oferecidas por esses países.

Hoje a presença de multinacionais já faz parte do cotidiano de milhões de pessoas no mundo todo, elas comandam os fluxos internacionais, e em alguns casos chegam a administrar receitas muito superiores a de vários países do mundo.

As maiores multinacionais do mundo são dos EUA, seguidas de japonesas e européias. Empresas desse tipo surgidas em países do mundo subdesenvolvido ainda são poucas, e não tão poderosas como dos primeiros.

No Brasil, a chegada delas se deu, principalmente a partir do governo de JK, que abriu a economia nacional ao capital internacional proporcionando grande internacionalização da economia, por outro lado também beneficiou multinacionais como por exemplo na opção pela via rodoviarista de transportes para o Brasil, que naquele momento atraiu várias multinacionais produtoras de automóveis, mas que condenou os brasileiros a pagarem os custos mais elevados desse tipo de transporte.

Hoje a presença delas no Brasil é muito intensa e numerosa, elas sendo responsáveis por grande parte da drenagem de capitais que saem do país através das remessas de lucros.



MODELOS PRODUTIVOS

( Da Segunda revolução industrial à revolução Técnico-científica).

TAYLORISMO

- Separação do trabalho por tarefas e níveis hierárquicos.

- Racionalização da produção.

- Controle do tempo.

- Estabelecimento de níveis mínimos de produtividade.

FORDISMO

- Produção e consumo em massa.

- Extrema especialização do trabalho.

- Rígida padronização da produção.

- Linha de montagem.

PÓS-FORDISMO

- Estratégias de produção e consumo em escala planetária.

- Valorização da pesquisa científica.

- Desenvolvimento de novas tecnologias.

- Flexibilização dos contratos de trabalho.

35 comentários:

Bárbara & Eberth disse...

A terceira revolução industrial conhecida tambem como revolução tecnico cientifica.os seus principais destaques são os EUA e o Japão.Essa terceira revolução ela marcou por causa da substituição do homem pela maquina,enfatizando a industria quimica,desenvolvimento da robotica e da informatica, utilizando fonte de energia alternativa

Bruna Gabrielle disse...

A terceira revolução industrial foi muito importante para a abertura da economia poís possibilitou a entrada de empresas internacionais para o Brasil. Essa revolução teve grande desenvolvimento e surgimento da robotica e da informatica. com grande destaque para o E.U.A e Japão, essa revolução também é chamada de revolução tecnico - cientifico

Bárbara & Eberth disse...

A terceira revolução industrial conhecida tambem como revolução tecnico cientifica.os seus principais destaques são os EUA e o Japão.Essa terceira revolução ela marcou por causa da substituição do homem pela maquina,enfatizando a industria quimica,desenvolvimento da robotica e da informatica, utilizando fonte de energia alternativa

Colegio Nossa Senhora Da Soledade
Alunas:Bárbara e Monalisa
Série 2 ano B

Felipe disse...

a terceira revolução industrial foi marcarcada diferentemente das outras por um período de uma forte modernização a partir da substituição feita do homem pela máquina. essa terceira revolução industrial possibilitou uma grande abertura economica para a maioria dos paises e a possibilidade da entrada d investimentos de empresas internacionais utilizando uma forte fonte de energia alternativa nas industrias. Felipe Bomfim e Roberta Kelly,2° B - Soledade

Taiane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Taiane disse...

A 3ª Revolução industrial também chamada de Tecnico Cientifica teve seu principal desenvolvimento da robotica e informática. Nessa época ocorreu o surgimento de novas fontes de energia principalmente da energia alternativa.

Carolina,Isadora,Lorena,Taiane

adriana disse...

Na terceira revolução industrial os principais destaques são os Eua e o japão.Essa revolição foi muito importante para abertura da economia,onde possibilitou a entrada de empresas entrangeiras para o Brasil.Foi a grande substituição do homem pela maquina,ultilizando fontes de energia.

Priscila e Adriana,2°a-Soledade

Jessica disse...

A terceira revolução industrial, foi marcada pela modernização da indústria, facilitando o desempenho e agilidade dos processos referentes a produção.

Colégio Nossa Senhora da Soledade
Jéssica Leal, Jessica Rodriguez e Gleice Kelly.
2° ano A

adriana disse...

ento de novas fontes de energia principalmente das energias alternativas e trabalho com grande qualificação.
Vanesssa Ferreira e Camila 2°A
(SOLDEDADE=()

michel25 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
michel25 disse...

A terceira revolução industrial seria a era tecnologia e o período da informação e de algumas das maiores invenções da humanidade como a internet.

Os avanços de alguns setores tomam o mundo como vemos na telefonia, informação, transportes e tecnologia mas, ao buscarem inovações em novos ramos tecnológicos, as indústrias acabam gerando desemprego em massa causado pela desnecessidade da mão de obra comum que é substituída pela robotizada.

E a presença de multi nacionais se torna mais freqüente no mundo todo sendo algo comum ver uma Mc Donald na esquina ou comprar uma coca cola. Isso são exemplos de conseqüências da revolução tecnico científica.

Michel Souza Costa e Fiama Naina - 2 ano B - Colégio Nossa Senhora da Soledade

Janaína disse...

É graças a Terceira Revolução Industrial que hoje temos um mundo repleto de inovações tecnológicas e espaços com empresas contendo as mais perfeitas modernizações.Foi ocorrida após a crise do petróleo e teve como consequência a evolução tecnológica, não é a toa que também é chamada de Revolução Tecnocientífica Informacional.É uma pena que também tenha ocasionado no atual desemprego, não que seja a única cupada, mas conseguiu substituir o homem pela máquina, o que resultou numa desestruturação do conjunto do mundo do trabalho.

Janaína Hermelino de Oliveira- 3ºA
Soledade

rafael disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rafael disse...

~~>Rafael, 3º ano, colégio soledade.

O texto é bem interessante, ele mostra a terceira revoluçao industrial com vantagens e desvantagens. foi uma grande evoluçao tecnológica, que tem bases na inglaterra e veio o surgimento do motor a vapor e o uso de fontes de energia alternativas pois na epoca a populaçao encontarava-se com medo devido a crise do petroleo. quando se pensa na epoca da industria na qual havia a divisao do trabalho, carga grande de horas de trabalho nunca iria se imaginar que tudo isso iria se transformar na reduçao de horas de trabalho, na maior produçao, na substituiçao da mao de obra humana pela maquina, etc. na era jk que isso se deu quando houve a abertura para o capital estrangeiro. e a chegada das multinacionais unido a essa revoluçao tecnocientífica trouxe o capitalismo desenfreado, no qual houve avanços significativos, desenvolvimento de alguns paises, em contra partida veio o desemprego em massa, e atraves desse desemprego vem o aumento da violencia, do emprego informal e como a populaçao esta crescendo e os "robos" tomando conta do trabalho surgem as favelas, etc. fica uma pergunta que pode ser respondida na teoria porém nunca na pratica, como unir emprego suficiente a avanços tecnologicos? a medida que surgem avanços vem a maquina para acelerar esse processo e deixando de lado a mao de obra humana, é possivel unir, mas o ser humano sempre almeja mais. se for nesse ritmo atual teremos um "final feliz" e um "tragico", avanços e mais avanços e fora desse "mundo" haverá a pobreza e a marginalizaçao em massa.

Felipe Caires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Caires disse...

Hoje, um fantasma ronda a vida dos trabalhadores: o desemprego. Para muitos estudiosos, trata-se de um desemprego estrutural, isto é, causado pelas transformações que vêm ocorrendo no padrão ou modelo de desenvolvimento produtivo e tecnológico que predomina nos países capitalistas avançados. Essas transformações apresentam diferenças nos países onde ocorrem mas, de qualquer forma, estão alterando a organização do processo produtivo e do trabalho em todos eles e no resto do mundo também. E tais mudanças afetam o conjunto do mundo do trabalho.
À primeira vista, os robôs ou as novas tecnologias de produção parecem ser os únicos e mais cruéis causadores desse desemprego. No entanto, existem outras razões de ordem econômica, social, institucional e geopolítica que, associadas à tecnologia, formam um conjunto que explica melhor aquilo que, para alguns analistas, significaria até mesmo o fim de uma sociedade organizada com base no trabalho.

Felipe Caires-3Ano - Soledade

Erika Fernanda disse...

[ ERIKA FERNANDA-3º ANO A -COLEGIO SOLEDADE]


A Terceira Revolução Industrial impulsionou o que chamamos hoje de globalização. Com ela as vantagens para as empresas multinacionais aumentaram, juntamente com a tecnologia e com isso é comum ver cada dia mais empresas estrangeiras em nosso país. Impressionante é também, que as estrangeiras, geralmente, têm mais valor e fama dos que as empresas nacionais.
Porém, as multinacionais não são de tudo ruins, elas contribuem para o aumento da indústria no país, gerando emprego, desenvolvimento tecnológico,Pesquisa científica, entre outras coisas que são patrocinadas por elas.

luana disse...

Luana Vaz, 3º ano A- Soledade.

A terceira revolução idustrial ou revolução técnico científica que começou a ocorrer a partir da segunda metade do século xx, foi uma junção da tecnologia com o setor industrial, que acarretou em uma maior produtividade, agilidade na produção, qualidade e redução dos custos.
Entretanto, a substituição do homem por máquinas, resultou no aumento do desemprego de forma desordenada. O setor industrial atualmente é, boa parte, controlado por máquinas, homens que trabalham no setor são para realizar as manuntenções ou para manusear as suas funções, resultando na desestruturação do trabalho

Thaiane disse...

A partir da segunda metade do século XX, inicia-se uma nova fase de processos tecnológicos, decorrentes de uma integração entre ciência e produção que é terceira revolução industrial.
Diferente das duas anteriores, uma vez que engloba mudanças que vão muito além das transformações industriais. Ela é causa e a mesmo tempo consequecia da globalização.



Thaiane-> 3° Ano A

Felipe Caires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
oderflavdecor disse...

Cárita Gonsalves - 3ano Soledade

O homem com a sua capacidade incrível de criação proporciona a cada dia inovações que facilitam o convívio entre a sociedade mundial. A terceira revolução industrial é mais que presente e necessária no planeta. A internet é um dos exemplos importante que está ao alcance da maioria das pessoas. Com esse avanço tecnológico Temos um leque de possibilidades em relacao a conhecimento, laser, profissionalismo e etc.. Esse avanço da tecnologia vem crescendo rapidamente e prometendo sempre muitas novidades.

Jaqueline E Daiane disse...

Jaqueline Andrade 3º ANO A -COLEGIO SOLEDADE
O termo "Revolução Industrial" talvez seja um exagero no caso da terceira pois atualmente essas grandes mudanças englobam muito mais do que a indústria. No caso da primeira e segunda o termo ainda se aplica pois tratavam de épocas em que a sociedade e o progresso da humanidade giravam em torno de fábricas ou indústrias.

Jaqueline E Daiane disse...

Daiane dos Santos 3ºA
Soledade

A Terceira Revolução Industrial surgiu imediatamente após a II Guerra Mundial e somente agora está começando a ter um impacto significativo no modo como a sociedade organiza sua atividade econômica. Robôs com controle numérico, computadores e softwares avançados estão invadindo a última esfera humana – os domínios da mente. Adequadamente programadas, estas novas "máquinas inteligentes" são capazes de realizar funções conceituais, gerenciais e administrativas e de coordenar o fluxo da produção, desde a extração da matéria-prima ao marketing e à distribuição do produto final e de serviços.

José disse...

Para muitos ,a Terceira revolução mundial trata-se de um desemprego estrutural, isto é, causado pelas transformações que vêm ocorrendo no padrão ou modelo de desenvolvimento produtivo e tecnológico que predomina nos países desenvolvidos. Essa revolução tras máquinas cada vez mais sofisticadas para produzir mais com menos recursos e menos mão de obra.



José Carlos -> 3° ano A

Renato disse...

Não podemos negar que a Terceira Revolução Industrial, também conhecida como Revolução Técnico Científica, mudou o mundo nos proporcionando inovações tecnológicas, diminuindo os nossos custos e, sem dúvidas, aumentando nossa produtividade! Mas, junto a isso, também "ganhamos" o nosso maior pesadelo, o desemprego! Infelizmente, devido justamente a essa tecnologia, o homem foi substituído pela máquina, gerando assim falta de oportunidade e a baixa dos salários.

Renato Coelho de Almeida- 3ºano
Soledade

Larissa disse...

Esse fato proporcionou a ascensão das atividades que empregam alta tecnologia em sua produção. Como exemplos temos: a informática, que produz computadores, e softwares; a microeletrônica, que fabrica chips, transistores e produtos eletrônicos; a robótica, que cria robôs para uso industrial; as telecomunicações, que viabilizam as transmissões de rádio e televisão, telefonia fixa e móvel e a Internet; a indústria aeroespacial, que fabrica satélites artificiais e aviões; e a biotecnologia, que produz medicamentos, plantas e animais manipulados geneticamente.

Maiana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maiana disse...

A terceira revolução industrial ocorreu logo após a segunda guerra mundial, por causa das transformações economicas ocorridas nessa época. Tais características diferenciam essa revolução das outras duas anteriores, uma vez que engloba mudanças que vão muito além das transformações industriais.

Essa nova fase apresenta processos tecnológicos decorrentes de uma integração física entre ciência e produção, também chamada de revolução tecnocientífica.


Maiana Silva reis, 3ºanoA, Soledade

laiana disse...

A terceira revolucao industrial ocorreu na segunda metade do séc XX, periodo onde se inicia uma nova fase de processos tecnologicos que surgiu da integracao fisica da ciencia e da producao por esse motivo tambem e conhecida como revolucao tecnocientifica.

Laiana Silva Reis, 3º ano, Soledade

divxd2 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
divxd2 disse...

A terceira revolução industrial ficou conheçida tambem como revolução tecnico cientifica.Os seus principais destaques são os EUA e o Japão.
essa terceira revolução industrial possibilitou uma grande abertura economica para a maioria dos paises e a possibilidade da entrada d investimentos de empresas internacionais utilizando uma forte fonte de energia alternativa nas industrias.
Mauricio Sena & Lorena Damasio

vick disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vick disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vick disse...

a 3ª Revolução Industrial,foi chamada de Revolução tecnocientífica informacional.
Foi uma revolução marcada pela substituição do homem pelas maquinas,e correspondia aos avanços tecnológicos em especial da informação e dos transportes, representado por invenções como por exemplo Internet, e os aviões supersônicos.tudo isso gerou modificações no espaço geográfico mundial, pois com a revolução as industrias estão sempre em busca de inovação, investindo em novas tecnológias.

alunas: Ana Victória e Kátia Santana
2°B

Daniela disse...

A partir da segunda metade do século XX, inicia-se uma nova fase de processos tecnológicos, decorrentes de uma integração física entre ciência e produção, denominada Terceira Revolução Industrial ou revolução tecnocientífica.Como resultado, temos a aplicação quase imediata das descobertas científicas no processo produtivo. Destaque para os EUA e Japão.


Colégio Nossa Senhora da Soledade
Alunos: Daniela e Magno
2ºB